Notícias
Atualizado em:

Parceria com Influenciador Digital: fazer contrato é legal

Compartilhar nas Redes Sociais


PARCERIA COM INFLUENCIADOR DIGITAL. IMAGEM DE MULHER SOB FILMAGEM

PARCERIA COM INFLUENCIADOR DIGITAL. IMAGEM DE MULHER SOB FILMAGEM

 

O fenômeno das redes sociais

O fenômeno das redes sociais tem transformado a forma de interação entre as pessoas. Por meio das redes sociais, as pessoas publicam conteúdos de toda a natureza (fotos, vídeos, textos).

Dessa forma, a sua rede de amigos, também conhecidos como seguidores, fica por dentro de todo esse conteúdo.

Na medida em que essa rede cresce, pessoas antes tidas como anônimos comuns assumem posições de destaque no mundo virtual. Nesse sentido, alcançando cada vez mais seguidores, ei que surge a figura do influenciador digital.

Os chamados digital influencers tornaram-se verdadeiras celebridades virtuais. Com sua exposição digital, acabam influenciando os comportamentos das pessoas que os seguem.

Os conteúdos publicados são os mais diversos possíveis. Temas como moda, educação, saúde, mundo fitness, esportes, comédia, dentre outros, são explorados.

É interessante destacar que o espaço alcançado pelos influenciadores digitais antes era ocupado por um grupo seleto de ditadores de opinião. Grupo este que variava entre artistas e profissionais da comunicação, sempre alicerçados pelos grandes meios de comunicação.

Marketing através de parceria com influenciador digital

 

De olho na visibilidade alcançada por alguns dos digital influencers, e no “poder influenciador” que eles exercem sobre seus seguidores, as empresas de Marketing têm procurado essas pessoas para atuarem em campanhas publicitárias, criando uma nova categoria de profissionais.

Empresários de vários nichos de mercado têm sido atraídos para a contratação desses profissionais para divulgar seus produtos e serviços, uma vez que, além de terem o poder de persuadir um nicho de mercado específico (de clientes potenciais a clientes reais daquela marca) nas mídias e redes sociais, os valores cobrados costumam ser aquém dos valores praticados no marketing tradicional.

 

Parceria com influenciador digital: qual a importância do contrato escrito, regulando as relações profissionais entre empresários e influenciadores digitais?

 

Como toda relação entre particulares, a prestação de serviços pelos influenciadores digitais deve-se pautar pelas regras do Direito Civil.  O fato é que a maioria dos contratos firmados com esses profissionais é apenas verbal, o que não oferece qualquer segurança para as partes. Dessa forma, ambos, empresário e influenciador, ficam susceptíveis a ter prejuízos.

O acordo verbal não cumprido é passível de cobrança judicial. No entanto, no caso de uma disputa judicial, será necessária a exposição de provas contundentes.

Podem ser conversas em aplicativos, testemunhas presentes no acordo, envio de produtos da marca, entre outros, que confirmem a existência do acordo.

Deve-se ressaltar que, no tocante às cláusulas,  isso pode ser difícil, já que foram pactuadas apenas de maneira verbal.

Em uma situação hipotética (mas muito comum), um digital influencer é contratado, de maneira verbal, para fazer propaganda de seu salão de cabelereiros, por um período de seis meses, e recebe um valor diferenciado pela exclusividade, ou seja, para não divulgar outro salão. Poucas semanas depois, o mesmo influencer surge nas suas redes sociais (Instagram, por exemplo), divulgando o salão do concorrente do salão contratante.

O contrário também existe: empresários que não respeitam os acordos previamente estipulados e o influencer, ao final do trabalho acordado, fica no prejuízo econômico, pois o empresário não cumpriu com o valor pré-determinado.

Parceria com influenciador digital: é necessário um contrato?

Como a profissionalização dessas pessoas é algo recente, são poucos os empresários e profissionais que despertaram para a importância da formalização dos acordos em contratos escritos. Menor ainda é a parcela que não percebe a importância de um advogado na condução do processo.

Dada a diversidade de trabalhos que os digital influencers podem desenvolver, todos os pormenores devem ser discriminados no contrato escrito. Por exemplo, horários e dias de publicações em suas redes sociais, quantidade de conteúdo associado à sua marca, e por aí vai.

Também existem outras forma de ser discriminada a forma de cobrança dos serviços. Uma delas, é o CPM (custo por mil exibições do anúncio), outra é o CPC (custo por clique no anúncio), por conversão em vendas,  dentre outras. É importante que isso seja minuciosamente detalhado em contrato.

O contrato por escrito além de discriminar toda a relação negocial, será prova da existência das obrigações entre as partes.

Nessa óptica,  inclusive, pode conter cláusulas de multa por descumprimento do pactuado. Servirá ainda como subsídio para o cumprimento de direitos e deveres por ambas as partes.

Desta feita, é melhor ter a prestação de serviços assegurada por um contrato escrito. Tendo em vista que, em caso de descumprimento do acordado, a parte prejudicada terá dois trabalhos sem o contrato escrito. O primeiro,  de recorrer ao Judiciário para provar que a relação profissional existiu. Caso seja bem sucedido, o segundo, será de ter a possibilidade de ter aqueles direitos garantido.

Com um contrato escrito e legítimo, devidamente assistido por advogado, as partes terão seus direitos assegurados. Assim, estarão efetivamente cientes de seus deveres!


+ LEIA TAMBÉM:


Se você possui interesse em falar diretamente com um especialista, clique aqui.

ACESSE AQUI O E-BOOK SOBRE GUARDA COMPARTILHADA!

 

VOLTAR

Horário de funcionamento: Segunda a sexta-feira, das 08:00h às 12:00h - 14:00h às 18:00h